Pub
Pub
artigo
imprimir

Como reforçar o sistema imunitário?

O sistema imunitário tem como função combater as infeções. Para nos mantermos saudáveis, é importante termos um sistema imunitário ativo e eficaz. Hoje vamos focar-nos sobre o que podemos fazer para reforçá-lo.

O sistema imunitário tem como objetivo proteger o nosso organismo contra infeções (seja contra vírus, bactérias, fungos ou parasitas). No entanto, como nem todos os sistemas são perfeitos, por vezes este não é 100% eficaz e ficamos doentes. Desta forma, a questão «como reforçar o sistema imunitário?» surge com frequência.

Como reforçar o sistema imunitário

O sistema imunitário é um sistema complexo, que necessita de estar em equilíbrio. Por vezes, esse equilíbrio falha e nem sempre se sabe a razão. Contudo, e apesar de não haver uma fórmula científica para um sistema perfeito, sabemos que um estilo de vida saudável é um ponto de partida importante para manter as defesas do corpo em forma.

 

Estratégias para reforçar o sistema imunitário incluem:

 

  • Não fumar;
  • Dieta equilibrada;
  • Exercício físico regular;
  • Manter um peso saudável;
  • Não abusar no consumo de bebidas com álcool;
  • Manter bons hábitos de sono;
  • Reduzir o stresse;
  • Manter hábitos de higiene que evitam infeções. Estes hábitos incluem, por exemplo, lavar as mãos com frequência, cozinhar bem alimentos como a carne, entre outros.

 

Como implementar as estratégias

 

Dieta

 

Uma alimentação equilibrada e que inclui toda a roda dos alimentos, na quantidade adequada, fornece ao as condições necessárias para que o sistema imunitário funcione bem. No entanto, sabemos que nutrientes como ácido fólico, ferro, selénio, zinco e vitaminas A, B6, B12, C e E, têm um papel essencial na nossa imunidade.

 

Além disso, uma alimentação rica em gorduras e hidratos de carbono, com poucas verduras e fruta, pode levar a doenças como obesidade e diabetes. E estas estão ligadas a maior risco de infeção, por inferferirem no sistema imunitário. Na diabetes mal controlada, por exemplo, a hiperglicemia cria um ambiente propício a que a infeção ocorra. No doente diabético, uma dieta rigorosa é essencial para um sistema imunitário saudável, além de ser o pilar do tratamento e ajudar a evitar complicações.

 

Exercício

 

O exercício melhora a saúde cardiovascular, diminuí a pressão arterial e ajuda a manter um peso saudável. Assim sendo, a prática de exercício físico  é fundamental para um estilo de vida saudável e, consequentemente, para um sistema imunitário mais competente. A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma média de 30 minutos de atividade física moderada por dia ou 150 minutos por semana.

 

Stresse

 

Existem cada vez mais estudos que analisam o impacto do stresse no sistema imunitário. Apesar de não se saber exatamente os processos por detrás desta relação, sabe-se que manter o stresse controlado ajuda a manter a saúde. Evitar situações de stresse, praticar meditação ou outros exercícios para relaxar são dicas para cuidar de si. Além disso, nos dias que correm, somos muitas vezes sujeitos a vários tipos de pressões, seja a nível laboral ou social. Por isso, tire tempo para si e para cuidar da sua saúde mental! Mente sã, corpo são e, neste caso, sistema imunitário protegido.

 

Suplementos: sim ou não?

 

É comum ouvir falar em suplementos naturais que dizem melhorar o sistema imunitário. Contudo, infelizmente, não existe ainda uma evidência científica que suporte essas afirmações. Ainda assim, existem indicações médicas para a toma de suplementos alimentares, nomeadamente certas vitaminas. Como tal, é muito importante que fale com o seu médico antes de tomar um suplemento. Desta maneira, saberá se tem algum benefício para si e, sobretudo, se não interfere a sua medicação habitual.

 

Higiene das mãos

 

Apesar de não ter ligação direta com o sistema imunitário, achamos importante referir esta ação em particular. A higiene das mãos é um dos meios mais eficazes para evitar que uma infeção se espalhe. Além disso, é um gesto simples e eficaz, que ajuda a manter-se protegido a si e aos outros.

artigo

187.

A importância de lavar as mãos

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Fontes

Referências

  • Harvard Medical School
  • Weyh, et al, 2020
  • Sistema Nacional de Saúde (SNS)
  • DireçãoGeral da Saúde (DGS)
  • D'Acquisto (2017)
  • American Psychological Association (APA)
artigo
imprimir
anterior seguinte