Pub
Pub
artigo
imprimir

Dicas para aliviar a comichão na diabetes

A comichão é um dos sintomas da diabetes. Neste artigo, queremos partilhar consigo causas e dicas para a minorar.

Sofre de diabetes e sente uma comichão que não passa? Sabia que podem estar relacionadas? As pessoas que sofrem de diabetes tendem a sentir comichão com maior frequência que outras pessoas sem diabetes. Além disso, a comichão persistente pode ser desconfortável e levar a lesões por coçar em excesso e até a infeções. É, por isso, importante conhecer as causas e que estratégias podem ajudar a aliviar a comichão na diabetes.

A origem desta comichão

A comichão localizada e persistente pode ser causada pela diabetes, de forma direta ou indireta. Causas mais comuns são infeções por fungos, pele seca ou circulação sanguínea periférica ineficiente. No entanto, existe uma outra potencial origem da comichão como um primeiro sinal da existência de neuropatia diabética.

O que fazer para aliviar a comichão?

Assim, quando sente uma vontade incontrolável de se coçar, comece por aplicar um creme hidratante na zona, se a pele aparentar estar normal e sem vermelhidão. Na verdade, para preservar a saúde da sua pele, deverá aplicar creme hidratante todos os dias em todo o corpo e rosto, de forma a preservar a elasticidade da pele.

Se a causa da comichão for vascular, ou seja, relacionada com a circulação sanguínea, provavelmente também aliviará ligeiramente com a prática de exercício físico leve a moderado, embora essa redução seja discreta.

 

Por mais que se controle para não coçar durante o dia, o verdadeiro perigo de se coçar até fazer lesões que abram ferida na pele é durante a noite. Por isso, se a comichão for mesmo persistente, aconselhamos a que durma com luvas de algodão. Pode parecer esquisito, mas esta simples solução evita que faça feridas ao coçar-se com as unhas. Encontrará estas luvas em qualquer farmácia da sua preferência e poderão ajudá-lo a evitar problemas subsequentes, pois sabemos que a cicatrização de feridas na diabetes é também por vezes complicada.

 

Uma dica adicional para aliviar a comichão passa por exercer pressão na zona onde tem comichão. Isto porque os recetores nervosos da pressão da nossa pele são os mesmos que «registam» o ato de coçar. Assim, a informação que chega ao cérebro é semelhante quer coce, quer pressione, mas a segunda não tem os efeitos nefastos de romper a pele, causando ferida.

 

Caso a comichão persista, não se esqueça de a mencionar ao seu médico. Afinal, ele poderá ajudar a avaliar a situação e a encontrar estratégias mais adequadas ao seu caso.

artigo

392.

Escolher um bom creme para a pele de diabéticos

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

 

E, já agora, já conhece o nosso website Cardio 365º?

Referências
  • American Diabetes Association (ADA)

  • The British Journal of Diabetes

  • Medical News Today

artigo
imprimir
anterior seguinte