Pub
Pub
artigo
imprimir

Hiperglicemia: o que é e o que fazer

A hiperglicemia é o grande problema da maior parte dos tipos de diabetes. Quando alguém tem hiperglicemia deve rapidamente controlá-la para evitar que outros problemas de saúde se desenvolvam ou agravem.

A hiperglicemia é caracterizada pelo excesso de glicose no sangue e é um indicador da existência de diabetes. Assim, uma pessoa saudável tem o nível de glicose no sangue em jejum entre os 70 e os 110 mg/dL. Por outro lado, valores entre os 110 e os 126 mg/dL em jejum entram na categoria de pré-diabetes. Acima dos 126 mg/dL está-se perante um caso de diabetes, avança a Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP).

 

Funções da glicose e da insulina

A glicose é uma molécula de açúcar essencial para gerar energia para o trabalho permanente das células. Por isso, tem que estar sempre disponível no sangue, dentro de certas concentrações benéficas para o organismo. A insulina é uma das hormonas que participa na gestão do nível de glicose. Produzida pelas células beta do pâncreas, a insulina entra na corrente sanguínea sempre que há um pico na quantidade de glicose no sangue. Isto acontece após qualquer refeição com hidratos de carbono.

 

Ao entrar no sangue, a insulina vai sinalizar o fígado para não produzir glicose. Em contacto com a insulina, os músculos e o tecido adiposo absorvem a glicose, controlando a sua concentração, explica a Encyclopedia Britannica.

 

Hiperglicemia e diabetes

Nas pessoas com diabetes há um problema com o funcionamento da insulina. No caso da diabetes tipo 1, deixa-se de produzir a hormona devido à destruição das células do pâncreas por uma reação autoimune. Por outro lado, na diabetes tipo 2 há uma desregulação progressiva e mais complexa: as células beta produzem menos insulina, ao mesmo tempo que os tecidos que deveriam responder à insulina se tornam parcialmente insensíveis à hormona.

Nos dois tipos de diabetes, a consequência é o aumento de glicose no sangue, ou seja, a hiperglicemia. Não sabe ao certo qual a diferença entre a diabetes tipo e a tipo 2? Responda a este quiz para conferir o que sabe.

Outras causas para o aumento de glicose no sangue

Há várias razões para se ter hiperglicemia num quadro de diabetes, mesmo estando sob medicação. A ingestão de demasiados alimentos pode causar esta situação. O mesmo pode acontecer se ocorrer uma diminuição de atividade física regular, já que o exercício ajuda a diminuir a glicose no sangue.

A hiperglicemia pode surgir igualmente quando a pessoa se esquece de administrar insulina ou de tomar a medicação para a diabetes pode surgir hiperglicemia. O stresse, doenças e infeções, bem como ferimentos ou cirurgias também podem gerar hiperglicemia.

 

Como evitar e gerir a hiperglicemia

Para evitar a hiperglicemia é necessário manter uma alimentação saudável e praticar exercício físico regularmente. Após o diagnóstico de diabetes é ainda importante monitorizar regularmente o nível de glicose no sangue e fazer uma boa gestão da diabetes, de acordo com as indicações do médico.

Na diabetes do tipo 1, assim que se descobre a hiperglicemia e há um diagnóstico de diabetes é muito importante iniciar logo o tratamento com a administração da insulina.

artigo

06.

Insulinoterapia: quando e como

Na diabetes tipo 2, como o aparecimento da diabetes é muitas vezes gradual e os sintomas não são claros, é importante fazer regularmente análises ao sangue para, se houver hiperglicemia e a diabetes for diagnosticada, se iniciar a medicação, com os devidos ajustes na alimentação e exercício físico, de acordo com as recomendações da equipa de saúde que faz o acompanhamento do doente.

 

Outras causas e recomendações

Se a hiperglicemia surgir após a diabetes tiver sido diagnosticada, poderá ser o resultado de uma quantidade insuficiente de insulina, no caso da diabetes do tipo 1. No caso da diabetes do tipo 2, poderá resultar de uma alimentação inadequada, de a medicação ser insuficiente para melhorar a absorção da glicose, ou de outros motivos.

 

Além do tratamento, outras respostas à hiperglicemia que são recomendadas poderão passam por:

 

  • Beber bastante água;
  • Diminuir os hidratos de carbono ingeridos na alimentação diária;
  • Aumentar o exercício físico.

 

Em qualquer um dos casos é essencial consultar a equipa de saúde para fazer uma nova análise da estratégia de tratamento.

 

Fontes

Referências

  • Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP)
  • American Diabetes Association (ADA)
  • Joslin Diabetes Center
  • Encyclopedia Britannica
artigo
imprimir
anterior seguinte