Pub
Pub
artigo
imprimir

Será que a canela tem influência na glicemia?

A canela é uma especiaria muito comum na culinária portuguesa. O seu aroma amadeirado e sabor adocicado fazem dela um ingrediente indispensável em numerosas receitas. Mas será que a canela tem alguma influencia nos níveis de açúcar do sangue? Vamos descobrir!

A glicemia é o nível de glicose (açúcar) no sangue. É um parâmetro extremamente importante no controlo da diabetes. Isto porque, na diabetes, o corpo não lida bem com a glicose. Ou seja, esta acaba por se acumular no sangue e levar à hiperglicemia (quando os níveis ficam demasiado elevados). Por sua vez, a hiperglicemia causa danos nos vários órgãos e se não for controlada pode mesmo levar à morte. Neste artigo fomos verificar se a canela influencia os valores da glicemia.

Características da Canela

A canela é uma das especiarias mais populares em todo o mundo. O seu sabor característico integra-se perfeitamente tanto em pratos salgados, como doces. Na culinária portuguesa, é um ingrediente bastante comum destes últimos. Por isso, está presente em numerosas sobremesas, bolos, biscoitos e fica deliciosa no iogurte ou até no café.

 

Existem vários tipos de canela

 

A canela é recolhida da árvore Cinnamomum. Contém vários compostos aromáticos, sendo o mais reconhecível é o cinamaldeído, que lhe confere o seu aroma. Existem, sobretudo, 4 espécies de canela:

 

  • Cassia: uma das mais populares e de sabor mais forte. É normalmente a que se encontra nos supermercados em Portugal;

 

  • Vietnamita: muito semelhante à variedade cassia. É comum a sua utilização em caldos vietnamitas como o pho;

 

  • Indonésia: menos rica em compostos aromáticos, o que lhe confere um aroma mais ligeiro;

 

  • Ceilão: originária do Sri-Lanka, é considerada a verdadeira canela. O seu aroma é mais delicado e floral. Também se encontra em Portugal, precisamente sob o nome «canela do Ceilão».

 

Efeitos benéficos para a saúde

 

A canela é utilizada desde tempos ancestrais para tratar diversas doenças. Devido às suas propriedades antimicrobianas e antifúngicas é bastante utilizada em produtos de higiene oral, por exemplo. Também é muito comum a sua utilização em remédios caseiros para os sintomas de gripe e constipação. Além disso, é uma boa fonte de antioxidantes e tem propriedades anti-inflamatórias.

 

Pensa-se que a canela possa estar associada a:

 

  • efeitos anticoagulantes
  • alívio da dor da artrite
  • reforço do sistema imunitário
  • eliminação de infeções fúngicas resistentes à medicação
  • alívio da indigestão
  • conservação dos alimentos por inibir o crescimento das bactérias
  • fonte de cálcio, fibra, manganês e ferro

 

A maioria dos benefícios para a saúde está associada à canela do Ceilão. Há alguns anos, pensou-se que a canela pudesse diminuir os níveis de açúcar no sangue. Além disso, pensava-se também que poderia reduzir o colesterol, melhorar a pressão arterial e estimular a perda de peso em pessoas com diabetes tipo 2. No entanto, a investigação científica ainda não provou nenhuma destas teorias.

A canela na diabetes

É normal procurar formas naturais e alimentos que possam reduzir a glicemia. No entanto, estas estratégias nunca devem substituir a medicação prescrita pelo médico. Podem, isso sim, ser um complemento à alteração do estilo de vida, através da adoção de uma alimentação mais saudável.

 

Há alguns anos, alguns estudos sugeriram que a canela melhorava os valores de glicemia e diminuía o colesterol em pessoas com diabetes tipo 2. Além disso, parecia diminuir os fatores de risco de doença cardiovascular. Por outro lado, pensa-se que a canela possa aumentar a sensibilidade à insulina. A ser verdade, seria uma ajuda enorme no controlo da diabetes tipo 2, que se caracteriza precisamente por ser insulinorresistente.

 

No entanto, outro dos efeitos da canela ligados à diabetes é o seu efeito no esvaziamento do estômago. Isto é, acredita-se que a canela o torne mais lento, reduzindo significativamente os valores de glicose no sangue após as refeições.

 

Todas estas observações levam alguns especialistas a acreditar que a canela possa beneficiar os níveis de açúcar no sangue. Por isso, esta especiaria pode ser um bom aliado no controlo da diabetes. Mas atenção! A canela não é um substituto dos tratamentos médicos aprovados para a diabetes.

 

Todos estes resultados necessitam de mais estudos para serem provados. De momento, nem a canela nem os suplementos alimentares de canela têm qualquer aprovação médica para o tratamento da diabetes.

Efeitos indiretos na regulação da glicemia

Mais do que as suas propriedades terem um efeito direto na saúde, a canela pode ser um excelente aliado. A verdade é que mal, não faz! Assim sendo, os benefícios da canela ainda precisam de mais estudos para serem confirmados. Mas uma coisa é certa: a canela é uma especiaria deliciosa que dá sabor a vários alimentos, realçando o seu sabor e eliminando a necessidade de utilizar açúcar. Deste modo, a canela tem uma ação indireta na diabetes. Ao promover a redução do consumo de açúcar, ajuda não só no controlo da glicemia. Também promove a manutenção ou redução do peso e, assim sendo, a diminuição dos fatores de risco da diabetes e cardiovasculares.

 

Algumas ideias para a utilização da canela:

 

  • não deite açúcar no café. Mexa-o com um pau de canela ou polvilhe um pouco de canela na chávena;

 

  • utilize em papas de aveia sem açúcar;

 

  • lave e retire os caroços a duas maçãs. Pode deixá-las inteiras ou partir aos pedaços, mantenha a casca. Polvilhe com canela e raspas de limão. Coloque num tabuleiro com um pouco de água e leve ao forno. Coma simples ou misturado com iogurte natural.

 

  • polvilhe, por exemplo no iogurte natural – é uma excelente forma de dar sabor e evitar o açúcar;

 

  • aqueça leite com uma casca de limão e um pau de canela. É uma óptima bebida de inverno, aromática e aconchegante.
artigo

67.

Um copo de leite de manhã para controlar a diabetes

Cuidados a ter

 

  • Não deixe nunca de tomar a medicação da diabetes;

 

  • Fale sempre com o seu médico antes de associar suplementos alimentares naturais. Estes podem ter compostos químicos que interfiram com a sua medicação;

 

  • Se tiver doença hepática (do fígado) ou riscos de a desenvolver, deverá evitar esta especiaria;

 

  • Utilize-a enquanto especiaria em pratos saudáveis. Não vale deitar no pastel de nata ou no strüdel de maçã cheios de açúcar e pensar que «vai fazer bem»!

 

Se gosta desta especiaria, use-a nos seus pratos saudáveis favoritos. É uma bia forma de dar sabor. Se possível, opte pela do Ceilão. Mas acima de tudo, não se esqueça de que não é eficaz de forma isolada para tratar nenhuma doença. Não substitui de maneira nenhuma o tratamento prescrito pelo seu médico para tratar a diabetes.

 

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • Masterclass.com

  • Diabetes.co.uk

  • Medical News Today

  • WebMD

artigo
imprimir
anterior seguinte