Pub
Pub
artigo
imprimir

É possível prevenir a diabetes insipidus?

A diabetes insipidus é uma doença muito particular que pouco tem que ver com as formas mais comuns de diabetes. Mas podemos prevenir esta doença? Venha descobrir.

Prevenir a diabetes insipidus é possível? Sendo uma doença particular, diferente dos tipos mais comuns de diabetes, isso pode ser um desafio demasiado grande.

Relembrando como ocorre

Na diabetes insipidus há uma anormalidade na quantidade de vasopressina (a hormona antidiurética no corpo), o que leva a um grande produção de urina.

 

A vasopressina produz-se no hipotálamo e armazenada na hipófise (ambos no cérebro). Quando necessário, o organismo liberta-a. Esta hormona regula os níveis de água no organismo, controlando a quantidade de urina produzida nos rins.

 

Se o nível de água no nosso corpo diminui, a hipófise liberta a hormona para conservar água e diminuir produção urina nos rins. Na diabetes insipidus, a hormona falha nesta função e portanto há produção exagerada de urina.

Causas

A diabetes insipidus tem múltiplas causas:

 

  • Podem ser afetadas estruturas do sistema nervoso central:
    • Hipotálamo – caso haja um problema nesta estrutura, não é produzida hormona suficiente.
    • Hipófise – se não estiver a funcionar devidamente, não se libertam quantidades suficientes da mesma.
artigo

173.

Diabetes insipidus: o que é?

O dano no hipotálamo ou na hipófise pode acontecer devido a traumatismo crânio-encefálico, durante neurocirurgia ou quando há um tumor a crescer nestas estruturas.

 

  • Ou pode ser de causa nefrogénica: isto quer dizer que os rins processam a hormona antidiurética, por isso se houver alguma alteração, o processamento poderá não ocorrer eficazmente.
  • Há também  medicações que podem provocar a diabetes insipidus como por exemplo o lítio, utilizado em determinadas doenças psiquiátricas.

 

No entanto, em um terço dos casos desconhece-se a causa.

Pode ser prevenida ou evitada?

Prevenir a diabetes insipidus? Na maior parte das situações a diabetes insipidus é uma condição permanente, não sendo possível preveni-la.

Quais os riscos da diabetes insipidus?

A maior complicação desta doença é a desidratação, dado que pode causar convulsões, acarretando risco para o doente. É preciso atentar nos sinais de desidratação: sede, pele seca, fadiga, confusão, tonturas ou náuseas.

 

A diabetes insipidus é uma doença causada por alterações na quantidade da hormona antidurética levando a grandes perdas de urina. Não podendo ser evitada, deve ser gerida para evitar complicações.

 

Junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • Family Doctor

  • National Health Service (NHS)

  • National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases

artigo
imprimir
anterior seguinte