video
imprimir

Explicador: Evitar feridas (e amputações) no pé diabético

Segunda parte do nosso Explicador dedicado ao tema tão importante do pé diabético. Uma parte em que exploramos uma temática nada simpática: amputações. As boas notícias? A prevenção é possível!

Patrocinado por

O prometido é devido. Depois de uma primeira parte esclarecedora aqui fica a parte 2 do nosso novo Explicador dedicado à temática do Pé Diabético. Nesta segunda parte, o Dr. Rui Carvalho, endocrinologista e especialista neste problema, explica-nos como o problema é aprender a evitar feridas. Que é o mesmo que dizer que as amputações também.

Amputações: acontecem muito?

Segundo os últimos dados fazem-se 1300 amputações dos membros inferiores por ano, em Portugal. Números muito graves que precisam urgentemente de ser combatidos. Mas estes números escondem um lado de esperança: é que 85% dessas amputações são evitáveis! A prevenção faz-se de várias maneiras, mas começa por aqui: o conhecimento sobre todas as fases do problema, a começar na prevenção das feridas que levam a este triste desfecho.

Vamos então aprender a evitar feridas

Felizmente, a prevenção das feridas não é um bicho de sete cabeças. De forma simples, pode e deve:

 

  1. Vigiar os pés atentamente todos os dias;
  2. Ter o máximo de cuidado com o corte das unhas – as consultas sobre o pé diabético ensinam os doentes como fazê-lo. Portanto, até lá deve limá-las apenas e com uma lima de cartão;
  3. Evitar ter a pele seca e por isso hidratando a pele dos pés;
  4. Escolher sapatos confortáveis e pouco apertados;
  5. Ter muita atenção às fontes de calor, para evitar feridas e queimaduras.

Juntos, podemos combater os números das amputações

De facto, 1 em cada 4 doentes diabéticos vai desenvolver uma ferida no pé ao longo da vida. Quando não tratadas, essas feridas fazem da diabetes a principal causa de amputações dos membros inferiores em todo o Mundo. Além dos números alarmantes, aprendemos também que isto não tem de ser assim. Isto é, parte da resolução do problema depende de si e das mudanças que pode implementar.

 

Veja o vídeo para ter acesso às explicações bem esclarecedores do Dr. Rui Carvalho. E para começar já a colocar a prevenção na ordem do dia.

 

Esta semana, se reparou, estivemos dedicados a este tema tão importante (as nossas redes sociais não mentem) e prometemos voltar a ele em breve. Sobretudo, obrigado por ter estado desse lado! 

artigo

452.

Combater o risco de amputação na diabetes

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

video
imprimir
anterior seguinte