Pub
Pub
artigo
imprimir

É possível prevenir a neuropatia diabética?

A neuropatia diabética é uma das complicações mais frequentes da diabetes, com alto impacto na qualidade de vida. Neste artigo explicamos o que deve fazer para prevenir ou atrasar a sua evolução.

A neuropatia diabética é uma complicação da diabetes que ocorre devido ao estrago que a hiperglicemia (excesso de açúcar no sangue) provoca nas fibras nervosas, ao longo do tempo. As fibras nervosas fazem parte dos nossos nervos, responsáveis por comunicar ao cérebro toda a informação das diferentes partes do corpo. Os nervos, no seu conjunto, formam o sistema nervoso periférico.

 

A neuropatia diabética pode apresentar-se de várias maneiras, consoante o tipo de nervos que afeta. As mais frequentes são a neuropatia periférica e a neuropatia autonómica. A neuropatia periférica atinge os nervos dos braços, mãos, pernas e pés. A neuropatia autonómica ocorre quando existe lesão nos nervos que enviam informações de órgãos como o coração, a bexiga, os genitais ou o sistema digestivo.

 

Na neuropatia periférica, estão danificadas as fibras nervosas da dor, temperatura, sensibilidade e movimento. Na neuropatia autonómica há lesão das fibras nervosas que transmitem informação sobre ações dos órgãos que não controlamos voluntariamente, como os batimentos cardíacos ou os movimentos do intestino.

 

artigo

65.

O que é a neuropatia diabética?

Estou em risco de desenvolver neuropatia diabética?

Apesar de não se conhecer tudo sobre a neuropatia diabética, é sabido que o principal fator de risco para o seu aparecimento é o mau controlo dos níveis de glicose (ou açúcar) no sangue. É o excesso de açúcar no sangue que vai danificar os vasos sanguíneos e os nervos até provocar neuropatia.

 

Outros fatores de risco incluem:

 

  • Níveis altos de triglicerídeos e ácidos gordos no sangue, presentes nos alimentos ricos em gordura;
  • Níveis altos de colesterol (principalmente, do “mau colesterol”, o colesterol LDL);
  • Tabagismo;
  • Sedentarismo.

A importância de prevenir a neuropatia diabética

A maneira mais eficaz de prevenir a neuropatia diabética é manter níveis adequados de açúcar no sangue. Não só é importante para prevenir o seu aparecimento, como também a sua evolução e agravamento, caso já exista esta complicação. Para atingir esse controlo glicémico, deve:

 

  • Adotar uma dieta equilibrada, rica em vegetais e pobre em gordura, com consumo adequado de hidratos de carbono;
  • Manter atividade física regular;
  • Cumprir a medicação prescrita pelo médico (não só a da diabetes, como de outras doenças);
  • Não fumar;
  • Não consumir bebidas alcoólicas em excesso;
  • Controlar o peso.

 

Para saber se tem os níveis de açúcar no sangue controlados é importante visitar o seu médico regularmente e fazer análises ao sangue (nomeadamente a hemoglobina glicada, ou HbA1c, cujos valores dão uma média do açúcar no sangue nos 3 meses anteriores). Caso a sua medicação para a diabetes inclua insulina, deve verificar diariamente os valores de açúcar no sangue em casa, com a ajuda de aparelhos usados para o efeito.

 

Os medicamentos disponíveis para a neuropatia diabética baseiam-se apenas no controlo dos sintomas (como, por exemplo, o uso de medicamentos para a dor). Como tal, a prevenção é a chave no controlo desta complicação.

 

As pessoas com diabetes devem ser vistas regularmente pelo seu médico e enfermeiro.  Nas consultas deve ser abordado se há sintomas de neuropatia diabética e feito exame periódico dos pés.

artigo

89.

Pé diabético: uma complicação comum da diabetes

Junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Fontes

Referências

  • Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP)
  • American Family Physician
  • American Diabetes Association (ADA)
artigo
imprimir
anterior seguinte