Pub
Pub
artigo
imprimir

A diabetes causa perda de audição?

Sabia que os diabéticos têm um risco de perda de audição duas vezes maior do que a população geral? Descubra o que sabemos até hoje e conheça algumas estratégias para a prevenir.

Existe uma relação entre diabetes e perda de audição? De acordo com alguns estudos, os diabéticos têm duas vezes o risco de perda de audição da população geral. Tanto que as estimativas apontam para que 1 em cada 2 diabéticos sofram de uma perda audição mais ou menos severa. Além disso, o risco aumenta com a idade e pode criar um círculo vicioso entre as duas patologias, afetando negativamente a qualidade de vida.

 

Um estudo conduzido entre 1999 e 2000 pelo National Institutes of Health dos Estados Unidos observou 11405 participantes, diabéticos e não diabéticos. O que nos mostram os resultados? Verificou-se alguma perda de audição em 54% dos participantes diabéticos vs. 32% dos participantes não diabéticos.

 

Outro estudo, publicado no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, em 2013, voltou ao tema. E reafirmou a existência de uma correlação, apontando para uma prevalência maior e consistente de deficiência auditiva em doentes diabéticos, independentemente da idade.

 

As razões da perda de audição em diabéticos ainda não são totalmente conhecidas, mas existem duas explicações consideradas plausíveis. Em primeiro lugar, considera-se que a presença excessiva de açúcares e lipídios no sangue, típica do diabetes, pode levar à redução do fluxo sanguíneo para a cóclea. Esta é a cavidade responsável pela função auditiva.

 

Outra explicação prende-se com o impacto negativo da diabetes nas células responsáveis pela transmissão dos impulsos elétricos do nervo acústico ao cérebro. E, dessa forma, da função auditiva. Essas células sensoriais, conhecidas como estereocílios, não se regeneram. Uma vez que eles são danificados ou morrem, a audição é permanentemente afetada. É consensual que mais estudos são necessários para confirmar estas hipóteses. Além disso, podem ainda vir a ser identificados mais fatores de risco da perda de audição gerados pela diabetes.

Como prevenir a perda de audição causada pela diabetes

Embora a perda de audição seja permanente, é possível proteger a sua audição. Eis algumas dicas:

 

  • Baixe o volume de aparelhos eletrónicos pessoais, da televisão e da rádio. Proteja os seus ouvidos do ruído excessivo com fones ou tampões ​​se se envolver em hobbies barulhentos, ou souber que participará de um evento em que os níveis de ruído sejam excessivos;

 

  • Faça uma nutrição adequada, incluindo, por exemplo, alimentos ricos em folato e potássio;

 

  • Inclua uma quantidade adequada de exercícios na sua rotina diária. Mesmo uma quantidade moderada melhora a circulação e o fluxo sanguíneo.

 

  • Mantenha um peso adequado. O peso excessivo torna mais difícil para o coração bombear o sangue com eficácia para todas as partes do corpo, incluindo os ouvidos.

 

Além disso, agende rastreios auditivos. A evidencia que aponta para uma relação entre diabetes e perda de audição demonstra que é crucial fazer rastreios auditivos. Ou seja, rastreios periódicos podem ajudar no diagnóstico precoce. Assimsendo, permitem implementar estratégias corretivas e limitar a progressçao da doença, com melhoria da qualidade de vida.

artigo

408.

Stresse e diabetes: qual a relação?

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • Bainbridge KE (2008)

  • Horikawa C, et al., 2013.

artigo
imprimir
anterior seguinte