Pub
Pub
artigo
imprimir

A influência das hormonas no controlo da diabetes

A diabetes é uma doença regulada por hormonas, como a insulina e o glucagon. Mas haverá mais hormonas que influenciam a diabetes? Sim, hoje vamos conhecê-las!

As hormonas são substâncias químicas que funcionam como mensageiros e atuam à distância do local onde são produzidas. São produzidas por glândulas do corpo humano e libertadas no sangue. Depois, são distribuídas pelos diferentes órgãos e tecidos do corpo humano, onde exercem as suas funções. Existem vários tipos de hormonas, cada uma com uma função específica.

As hormonas que controlam diretamente a glicemia

A glicose (açúcar no sangue) é usada pelo nosso organismo para produzir energia indispensável ao seu funcionamento. Existem 2 hormonas que controlam a glicemia: a insulina e o glucagon.

 

A ingestão de uma refeição estimula as células do pâncreas a produzirem a insulina. Esta é a hormona responsável pelo transporte da glicose do sangue para o interior das células. Em condições normais, o pâncreas produz esta hormona que «rouba» o açúcar do sangue, transportando-o para dentro das células. Assim sendo, a glicemia diminui.

 

Por outro lado, o estado de jejum estimula o pâncreas a libertar a homorna glucagon. A função desta hormona é o transporte da glicose das células para o sangue. Assim, ao contrário da insulina, o glucagon é a hormona responsável pelo aumento da glicemia.

 

Na diabetes, há uma alteração no mecanismo de produção da hormona insulina. A característica mais importante e que define esta doença é a subida anormal e descontrolada da glicemia. Isto é causado por problemas com a produção de insulina ou com a sua atuação nas células (a chamada «resistência à insulina»).

 

Para perceber melhor como é que as hormonas influenciam o controlo da diabetes, é importante identificar que hormonas podem afetar os níveis de açúcar no sangue, para além das hormonas insulina e glucagon.

Hormonas que afetam a glicemia

Amilina

 

A amilina é uma hormona produzida pelo pâncreas. Atua diminuindo os níveis de glucagon no corpo. O efeito global da hormona amilina é o de reduzir a produção de glicose, de modo a impedir que os níveis de glicose no sangue fiquem muito altos.

 

Epinefrina

 

A epinefrina, também conhecida como adrenalina, é uma hormona produzida por umas glândulas que se situam acima dos rins, as glândulas suprarrenais. Uma das funções desta hormona é a produção de glicose. Deste modo, esta hormona provoca o aumento da glicemia.

 

Cortisol

 

O cortisol é uma hormona produzida pelas glândulas suprarrenais. A função desta hormona é tornar as células musculares e adiposas mais resistentes à ação da insulina. Assim, a hormona cortisol contrabalança a ação da insulina, ou seja, provoca aumento da glicemia.

 

Hormona do Crescimento

 

A hormona do crescimento é produzida por uma glândula do cérebro, a glândula pituitária e funciona de forma semelhante ao cortisol. A hormona do crescimento vai contrabalançar o efeito da insulina nas células musculares e adiposas. Desta forma, a hormona do crescimento vai provocar um aumento da glicemia.

 

Concluindo, várias são as hormonas que influenciam o controlo da diabetes. Destas hormonas, as que têm influência direta são a insulina e o glucagon. Uma desregulação destas hormonas ou a mudanças na sua produção pode ser suficiente para o aparecimento da diabetes. Por outro lado, um bom controlo destas hormonas é essencial para níveis ótimos de glicemia, que contribuem para um melhor funcionamento de todo o corpo humano.

artigo

63.

Mitos e verdades sobre a diabetes

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • Dynamed

  • American Diabetes Association (ADA)

artigo
imprimir
anterior seguinte