Pub
Pub
artigo
imprimir

A obesidade mórbida e a diabetes

Obesidade mórbida e diabetes, estarão relacionadas? A obesidade mórbida é fator de risco para vir a desenvolver diabetes? Neste artigo vai encontrar respostas para estas perguntas.

Há uma verdade evidente por detrás dos números e estatísticas: a obesidade mórbida está estreitamente relacionada com a diabetes tipo 2, a forma mais comum de diabetes.  A obesidade mórbida é um fator de risco para a diabetes, já que se associa a um consumo exagerado de hidratos de carbono, levando à resistência à insulina. Ou seja, a insulina não consegue desempenhar a sua função no organismo, o que por sua vez leva a uma hiperprodução de compensção de insulina.

Antes de mais, porque é que a gordura abdominal aumenta o risco de diabetes?

Qualquer gordura em excesso é um fator de risco para a diabetes e outras doenças metabólicas, como a hipertensão arterial ou a inflamação crónica. No entanto, a gordura abdominal é particularmente grave, pois é mais ativa na produção de moléculas que estimulam a inflamação.

artigo

Como perder gordura abdominal?

 

Quais as semelhanças entre a obesidade mórbida e a diabetes?

Quer a obesidade mórbida quer a diabetes são doenças que resultam de uma alteração da regulação do metabolismo. A primeira dos lípidos e a segunda dos hidratos de carbono. A acumulação de energia sob a forma de gordura – que resulta da excessiva ingestão calórica, assim como de um estilo de vida sedentário – pode originar ambas as doenças.

 

Além disso, fatores como o tabagismo, o stresse, a ansiedade, a falta de horários regulares ou uma má higiene do sono potenciam dos efeitos metabólicos da obesidade mórbida e da diabetes.

Como prevenir a obesidade mórbida e assim reduzir o risco da diabetes?

A adoção de um bom regime alimentar é sempre benéfica para o doente diabético. Isto porque faz com que a doença evolua de forma mais lenta. Juntamente com as mudanças alimentares, é também recomendada atividade física regular (2 horas por semana). Em paralelo, é importante adotar outras mudanças no estilo de vida:

 

  • Redução do stresse;
  • Regularidade no horário das refeições;
  • Regularidade dos horários de sono;
  • Cessação tabágica;
  • Redução do consumo de álcool.

 

A dica para uma alimentação equilibrada é optar por refeições que privilegiem produtos naturais e hidratos de carbono de absorção lenta e ricos em fibras, proteínas magras e gorduras «boas». Evite pães, bolos, doces e bebidas com gás. Além disso, controlar a alimentação e praticar exercício físico são palavras de ordem. De salientar a importância de consultar regularmente o seu médico de família para fazer uma prevenção atempada tanto do excesso de peso e da obesidade mórbida, como da diabetes.

 

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
artigo
imprimir
anterior seguinte