Pub
Pub
video
imprimir

Acha que sabe quais os sintomas da diabetes?

Fomos até à rua saber se afinal os portugueses conseguem nomear pelo menos 3 sintomas da diabetes. Acha que conseguia?

Geralmente, os sintomas são o resultado das primeiras manifestações de uma doença. No caso da diabetes, os sintomas clássicos são sobretudo uma consequência da elevação dos níveis de açúcar no sangue, ou hiperglicemia. Mas será que os sintomas estão sempre presentes na diabetes? Não. Assim, no caso da diabetes tipo 1 é comum os sintomas surgirem de repente e de forma intensa, mas, no entanto, na diabetes tipo 2, os sintomas tendem a aparecer de forma progressiva:  há quem não sinta sintomas e existe, também, quem não os identifique por desconhecimento ou, por outro lado, por não os associar a um estado de doença.

 

Afinal, sintomas como fome e sede podem facilmente passar despercebidos e interpretados como «uma fase» e o mesmo sucede com o cansaço, um sintoma que é tão comum na vida ativa dos dias de hoje que pode ser encarado como algo normal.

 

video

07.

À descoberta dos sintomas da diabetes

 

Contudo, na diabetes, tal como acontece em relação a outras doenças, a identificação dos sintomas é crucial para o diagnóstico. Por isso, quanto mais cedo uma pessoa souber que tem a doença, mais cedo pode começar a tratá-la e maior é a probabilidade de conseguir controlá-la eficazmente e evitar complicações a longo prazo noutros órgãos do corpo.

Assim, esteja atento a sintomas como:

  • Fome;
  • Sede ou boca seca;
  • Vontade frequente de urinar;
  • Cansaço;
  • Visão turva;
  • Perda de peso;
  • Feridas que demoram a cicatrizar;
  • Dormência nos pés ou nas mãos.

 

Infelizmente, o diagnóstico precoce nem sempre acontece, sobretudo na diabetes tipo 2, o que faz com que haja casos em que a doença começa a manifestar-se sob a forma de sintomas diferentes que sinalizam já a presença de complicações.

 

Por isso, se suspeita que pode ter diabetes, fale com o seu médico. O conhecimento é o primeiro passo para a prevenção!

 

É ainda fundamental, igualmente, perceber se tem um perfil de risco, ou seja, se tem características que aumentam a probabilidade de vir a desenvolver diabetes tipo 2. Para ficar a saber se conhece os fatores de risco da diabetes, clique neste link para responder ao nosso quiz.

 

Fontes

Referências

  • American Diabetes Association (ADA)
  • National Health System UK (NHS)
  • WebMD
video
imprimir
anterior seguinte