video
imprimir

Explicador: Como medir a glicemia capilar?

A medição da glicemia capilar é muito importante para otimizar a gestão da diabetes. No entanto, fazer a medição em casa tem muito que se lhe diga. Eis o que precisa de saber.

Patrocinado por

Bem-vindo ao nosso Explicador, a rubrica na qual especialistas explicam e demonstram os principais conceitos na diabetes. Hoje, a Enfermeira Sónia Nair vai explicar-nos tudo sobre como medir a glicemia capilar. Veja o vídeo e deixe as dúvidas para trás.

 

Certamente já terá ouvido falar na importância das medições da glicemia ao longo do dia. Mas se, por um lado, medir a glicemia capilar é um passo essencial na gestão da diabetes, por outro há que saber fazê-lo bem.

Mas como medir a glicemia capilar?

Em primeiro lugar, para que a medição do açúcar no sangue seja feita de forma correta, deve seguir os seguintes passos:

 

1. Lavar as mãos e secar bem. Este é um passo crucial porque mesmo uma pequena contaminação da pele com produtos açucarados pode dar origem a valores incorretos e demasiado elevados. E, pior, levar a tratamentos inadequados.

 

2. Colocar a tira-teste no medidor.  Este passo faz com que o medidor se ligue automaticamente. Tenha atenção: veja a validade das tiras-teste antes de usar. Além disso, o invólucro e a caixa das tiras-teste devem estar sempre bem fechados, não devendo ser expostos a temperaturas elevadas ou humidade.

 

3. Picar o dedo para obter uma gota de sangue. Para o fazer, basta encostar o dispositivo de punção (picador) na parte lateral do dedo e premir o botão do dispositivo. A punção deve ser feita na parte lateral das extremidades dos dedos e não na polpa. Isto facilita a obtenção da gota de sangue e reduz a sensação dolorosa.

 

4. Tocar com a tira-teste na gota de sangue para que este seja absorvido. A tira-teste deve ficar completamente preenchida com a pequena amostra de sangue.

 

5. Aguardar pelo resultado. Este será apresentado no medidor. Descarte a tira-teste e a lanceta utilizadas num recipiente próprio.

video

504.

Explicador: Importância de avaliar a glicemia

Mas é possível fazer uma picada menos dolorosa?

 

Para que a medição se torne mais cómoda, há 2 aspetos a ter em conta:

 

  • Profundidade da picada. Deve ser ajustada no dispositivo de punção e adaptada a cada tipo de pele. Isto facilita a obtenção da gota de sangue.

 

  • Colocar sempre uma lanceta nova no picador. Depois da primeira utilização, a lanceta perde a esterilização e vai ficando romba, tornando o teste mais doloroso. É, por isso, importante mudar a lanceta.

 

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • Ascensia Diabetes Care

video
imprimir
anterior seguinte