Pub
Pub
artigo
imprimir

Há relação entre diabetes e problemas gastrointestinais?

Será que a diabetes pode levar ao desenvolvimento de problemas gastrointestinais? Por outro lado, ter algum problema gastrointestinal poderá ser um gatilho para vir a desenvolver diabetes? Neste artigo exploramos a relação entre ambas as disfunções e explicamos-lhe tudo. Venha daí!

Os problemas gastrointestinais são aqueles que afetam os órgãos do sistema digestivo. Podem ser afetados o esófago, estômago ou intestino. Mas também o pâncreas, fígado e vesícula biliar. São complicações frequentes da diabetes. Os mais comuns são a gastroparesia diabética, a doença hepática gordurosa não alcoólica (fígado gordo), o refluxo gastroesofágico e a diarreia crónica. Por outro lado, há problemas gastrointestinais que podem causar diabetes. As patologias do pâncreas são um exemplo.

Problemas gastrointestinais: consequências da diabetes no sistema digestivo

Os elevados níveis de açúcar no sangue presentes na diabetes levam a danos em todo o organismo. As áreas mais afetadas são os nervos e os vasos sanguíneos. Assim sendo, ao afetar os vasos sanguíneos, o sangue acaba por não «alimentar» corretamente as células. Isto acaba por causar danos nos órgãos e nos nervos.

 

No caso do sistema digestivo, muitos órgãos têm mobilidade involuntária, como o estômago e o intestino. Havendo danos nos nervos, esta mobilidade pode ser afetada. No caso do estômago, por exemplo, isto pode significar que ele não é capaz de esvaziar depois de uma refeição. É aí que surge a gastroparesia diabética.

 

Por tudo isto, os problemas gastrointestinais das pessoas com diabetes não dependem da duração ou do tipo de diabetes. Normalmente, são influenciados pelo nível de (des)controlo da glicemia (quantidade de açúcar no sangue).

 

Além disso, como vimos, a diabetes causa neuropatia. Ou seja, os nervos não funcionam de forma correta e perdem a sensibilidade. Por isso, os sintomas não são detetados pela pessoa (já que esta «não sente» como deveria). Também a medicação tomada pelas pessoas com diabetes pode ser causa de alguns sintomas digestivos desconfortáveis.

 

Frequentemente, os problemas gastrointestinais da diabetes são possíveis de prevenir, controlar e até reverter se for feito um bom controlo glicémico.

Problemas gastrointestinais causados pela diabetes: breve descrição

  • Gastroparesia diabética

 

É a complicação gastrointestinal mais comum da diabetes. Simplificado, este termo significa «retenção gástrica». Ou seja, na gastroparesia diabética, o estômago não é esvaziado quando devia e a comida fica nele muito tempo. Estima-se que cerca de 50% dos doentes com diabetes tenham algum atraso no esvaziamento gástrico.

 

Isto acontece porque a hiperglicemia causa danos nos nervos que controlam os movimentos do estômago. Mesmo sem obstruções, este não é capaz de fazer a digestão dos alimentos e passá-los para o intestino delgado.

 

Isto pode levar a uma fraca absorção de alguns fármacos. Além disso, também desestabiliza o controlo da glicemia porque causa aumentos da glicemia tardios.

 

Os sintomas mais comuns são:

 

  • saciedade precoce
  • enfartamento
  • náuseas
  • vómitos
  • inchaço e dor abdominal

 

  • Doença hepática gordurosa não alcoólica (fígado gordo)

 

Nesta doença, as células de gordura acumulam-se no fígado da pessoa, sem relação com o álcool. Esta acumulação dificulta o controlo da diabetes. Isto é, dificulta a utilização e reação à insulina. É normalmente assintomática. No entanto, pode causar fadiga e tende a ser detetada em análises ao sangue que avaliam a função do fígado.

 

  • Refluxo Gastroesofágico

 

A neuropatia causada pela diabetes pode afetar o esófago. Ou seja, o órgão em forma de tubo que liga a boca ao estômago. Por ele passa toda a comida que engolimos. No entanto, a diabetes pode mesmo levar a sintomas de azia. E até dificultar o engolir da comida. Em princípio, um bom controlo da glicemia permite controlar estes sintomas. O médico poderá ainda sugerir algo para ajudar a controlar este problema.

 

  • Diarreia crónica

 

Também aqui, a neuropatia diabética pode ser a causa da diarreia associada à diabetes. Uma vez mais, os danos nos nervos que controlam o intestino podem levar a episódios de diarreia e até alternados com obstipação.

Problemas gastrointestinais que podem levar a diabetes

Em primeiro lugar, não nos esqueçamos de que a diabetes tipo 1 é causada porque o pâncreas não é capaz de produzir insulina. Neste caso, a causa é uma doença autoimune. Ou seja, o próprio organismo ataca as células produtoras de insulina, o que leva à diabetes.

 

Mas há outras doenças do pâncreas que podem causar diabetes:

 

  • Pancreatite

 

Inflamação do pâncreas. Pode ser aguda e surgir de repente, ou ser crónica e progressiva. O abuso de álcool é muitas vezes um fator que leva à pancreatite crónica. Além disso, ter pedras na vesícula também pode levar à inflamação deste órgão. Com o passar do tempo, a pancreatite crónica pode levar à diabetes.

artigo

352.

Doenças pancreáticas: da diabetes ao cancro do pâncreas

  • Cancro do pâncreas

 

Apesar de ser raro, o cancro do pâncreas pode causar diabetes. Isto porque a doença destrói as células que produzem insulina. O aparecimento de diabetes tipo 2 depois dos 50 anos pode ser um sintoma de cancro do pâncreas. Por outro lado, o próprio tratamento da doença, em que se remove o pâncreas ou uma parte deste (cirurgia Whipple), leva a que deixe de produzir insulina, o que conduz à diabetes.

 

Como vê, existe uma estreita relação entre a diabetes e os problemas gastrointestinais. Estes são uma complicação frequente da diabetes. Felizmente, hoje em dia, apesar de todas as complicações, é possível viver bem com a diabetes. Tenha atenção ao seu corpo e aos sinais que ele dá. Mantenha as consultas de rotina com a sua equipa de saúde. Assim sendo, controle a glicemia e os fatores de risco. Além disso, aproveite a vida, com a maior qualidade que lhe for possível.

 

Por fim, junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • Serviço Nacional de Saúde (SNS)

  • American Academy of Family Physicians

  • Diabetes.co.uk

  • Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI)

  • WebMD

  •  

artigo
imprimir
anterior seguinte