Pub
Pub
artigo
imprimir

Os sintomas de diabetes menos conhecidos

Você já conhece os sintomas mais comuns de diabetes. Mas sabia que existem outros, menos conhecidos, que podem indicar que a doença aí está?

Os sintomas de diabetes – aqueles a que deve estar mais atento – são bem conhecidos. No entanto, existem outros que dão também boas indicações sobre a possibilidade de estarmos na presença da doença (ou em pré-diabetes, por exemplo).

 

Isto acontece porque muitos dos sintomas inicias de diabetes não são os mesmos para toda a gente. Por isso, muitas pessoas desenvolvem sintomas habituais, enquanto outras podem desenvolver sintomas bem mais raros.

Recordando os principais sintomas de diabetes

Sente-se mais cansado do que o habitual? Tem tido muito mais sede? As suas idas à casa-de-banho para urinar são mais frequentes? Todos estes podem ser sintomas de diabetes. Aqui ficam aqueles que são sem dúvida os mais comuns:

 

  • Necessidade frequente de urinar.
  • Boca seca.
  • Perda de peso sem razão aparente.
  • Fadiga/Cansaço.
  • Visão turva.
  • Infeções e feridas que não cicatrizam.

5 sintomas de diabetes menos conhecidos

É importante estar atento a todos estes sintomas de diabetes, em especial se tem na família a chamada história familiar da doença, isto é, se tem familiares próximos (pais, irmãos, avós) com diabetes. Com fatores de risco, que aumentam a probabilidade de vir a ter a doença, essa atenção também deve estar redobrada.

 

Mas a que outros sintomas de diabetes menos comuns, e por isso, menos conhecidos, deve estar atento? Aqui ficam 5 que, quase de certeza, não associaria à doença:

 

1 – Pele mais escura no pescoço

 

Pequenas manchas escuras na pele, particularmente em torno do pescoço, podem ser um sintoma de diabetes. Isto acontece porque a insulina em circulação, que o corpo não consegue utilizar, faz com que as células da pele se reproduzam mais rapidamente do que o normal, criando essas zonas. As manchas podem encontrar-se espalhadas ou estarem apenas confinadas a uma zona da pele. Pode ainda sentir a pele do pescoço ficar mais aveludada ou mais grossa. Outras das zonas afetadas costumam ser as virilhas ou as axilas.

 

2 – Disfunção sexual

 

Os homens e as mulheres podem ter alterações que variam, mas a disfunção erétil (no homem) e a secura vaginal, em conjunto com a dificuldade em sentir desejo sexual (na mulher), são as afeções sexuais mais comuns que podem resultar da diabetes. Isto porque os níveis elevados de açúcar no sangue tendem a danificar vasos sanguíneos que desempenham um papel importante na manutenção de uma boa saúde sexual.

 

3 – Irritabilidade

 

Outro dos sintomas de diabetes menos conhecido é a sensação de se sentir frequentemente irritado e com mudanças de humor. A diabetes não controlada, ao permitir mudanças bruscas na quantidade de açúcar no sangue, pode impactar a forma como se sente. Este é um sintoma que tende a normalizar quando os níveis de açúcar no sangue normalizam, também.

 

4 – Comichão

 

A diabetes não diagnosticada vai destruindo a rede de fibras nervosas (nervos) que o nosso corpo tem. Ainda que esta destruição possa ocorrer ao longo de todo o corpo, as mãos e os pés são duas das zonas mais afetadas. Estas lesões causam comichão e é por isso que doentes diabéticos por vezes a sentem. O facto dos vasos sanguíneos serem também afetados, reduzindo a circulação nos membros, torna a pele nessas zonas mais seca – aumentando, assim, a comichão.

 

5 – Problemas em dormir

 

Além dos problemas de hipoglicemia noturna (níveis baixos de açúcar no sangue à noite, que podem ser muito perigosos) a diabetes traz consigo alguns distúrbios do sono: uns, como a frequente vontade de urinar, resultantes de outros sintomas; outros, como a apneia do sono, pausas na respiração enquanto se dorme, estão relacionados com a própria doença em si (no caso, na incapacidade de algumas células do organismo fazerem as funções básicas que lhe competem).

 

Atenção: todos os estes sintomas podem ser sinónimo de doenças várias (ou mesmo de doença nenhuma) e não devem ser entendidos como sinal de que tem diabetes. Consultar o médico, por forma a fazer exames de rotina, é o que deve fazer para que possa: ou excluir a diabetes ou, sendo diagnosticada, poder agir em conformidade.

Fontes

Referências

  • Diabetes UK
  • Healthline
  • Everyday Health
artigo
imprimir
anterior seguinte