Pub
Pub
artigo
imprimir

Quem tem diabetes pode beber cerveja?

Na diabetes, a alimentação saudável tem um papel fundamental e é, por isso, que deve procurar saber tudo sobre o que consome… até a cerveja. Sabemos como sabe bem pelo Verão, ao final da tarde, mas será que quem tem diabetes pode bebê-la?

Entre os fatores comportamentais que afetam a diabetes – álcool, tabaco, alimentação saudável e atividade física, por exemplo – o álcool é o menos consensual. Quem tem diabetes pode beber cerveja? Será que nenhum nível de consumo é seguro?  Um consumo moderado não comporta riscos ou que pode até fazer bem à saúde? Ainda não chegámos ao fim deste debate, mas há um aspeto sobre o qual há um consenso: o consumo de álcool deverá sempre ser moderado para não ter impacto negativo (15-20 g/dia para mulheres e 30-35 g/dia para homens).

Quem tem diabetes pode beber cerveja?

A resposta é sim, quem tem diabetes pode beber cerveja desde que com moderação e ocasionalmente. É, no entanto ,fundamental estar atento ao conteúdo da cerveja e aos efeitos que tem sobre a sua glicemia. O consumo de álcool é um hábito fortemente enraizado nas culturas latinas. A cerveja é o segundo tipo de bebida alcoólica mais consumida em Portugal, a seguir ao vinho, e entra na categoria das bebidas leves que podem ser consumidas já a partir dos 16 anos.

 

Como no caso do consumo de vinho, o consumo de cerveja é social e cultural, acompanhando regularmente convívios nas esplanadas de verão nos eventos populares e desportivos, assim a abstémia pode ser difícil.

 

Uma primeira questão a considerar para quem tem diabetes é o impacto do álcool em geral nas variações do nível de glicemia: o álcool pode provocar um aumento ou queda repentina, reduz a capacidade de resposta das hormonas que compensam os desequilíbrios glicémicos e enfraquece os sistemas de alarme de hipoglicemia. Uma segunda questão que deve ter sempre em mente é o impacto do elevado teor de calorias e hidratos de carbono contidos nas cervejas, obstáculos no controlo do peso e na gestão da doença.

 

Aposte no consumo moderado

 

Se tem diabetes, mas não gostaria de abdicar da cerveja, beba com moderação e não deixe de esclarecer as suas questões com o seu médico ou nutricionista. Além disso, tenha atenção: o álcool, mesmo consumido com moderação, pode apresentar um risco acrescido de hipoglicemia.Além disso, o ideal é:

 

  • Um consumo moderado (que não exceder as 2 cervejas por dia nas mulheres ou as 3 cervejas por dia nos homens);

 

  • Acompanhar o consumo com uma refeição completa que atrasa a absorção do álcool e previne a hipoglicemia;

 

  • Avaliar os níveis de glicemia para saber o efeito que a cerveja tem no seu organismo;

 

artigo

101.

Porque o consumo de álcool provoca hipoglicemia

Junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Referências
  • WebMD

  • Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD)

  • Direção-Geral de Saúde (DGS)

  • BeyondType1

artigo
imprimir
anterior seguinte