Pub
Pub
artigo
imprimir

Dicas para gerir o Natal com Diabetes

É natural que aproveite esta altura do ano para cometer aquele excesso de que se anda a privar e não há nada de mal nisso, desde que volte ao controlo da sua alimentação e tenha sempre os seus níveis de glicemia em mente.

No Natal a tentação é grande com a mesa recheada de pratos e sobremesas que tendem a ser ricos em hidratos de carbono, entre os quais o açúcar, bem como gorduras saturadas e sal. Todos estes fatores podem fazer a gestão da diabetes no Natal mais complicada.

 

O Natal é, antes de mais, tempo de alegria. Lembre-se: não há comidas proibidas! Tudo depende do seu controlo glicémico, de ter noção da quantidade e características do que ingerir, bem como do estado de alerta para eventuais sintomas de hiperglicemia ou hipoglicemia.

 

Antes de mais, caso tenha diabetes ou alguém tenha na família, é importante confirmar que se tem à mão todos os materiais necessários quer para o tratamento, quer para fazer o controlo dos níveis de glicemia – para a última hora, só os presentes!

 

As recomendações de alimentação e atividade física que aplica durante o ano também se aplicam na hora de gerir o Natal com diabetes, mas eis algumas dicas que o poderão ajudar!

 

Tem diabetes e, no Natal, janta em casa de outra pessoa?

 

Se vai passar o Natal em casa de outra pessoa, não deixe de perguntar antecipadamente sobre que tipo de comida que será preparada e como, bem como as horas a que é esperado comer: garanta que não passa demasiadas horas sem comer e que se prepara antes para as tentações que vai enfrentar.

 

Deixe de lado a vergonha: as necessidades especiais de alimentação são cada vez mais comuns e é possível que o seu anfitrião prefira saber de antemão qual a melhor opção a preparar para o seu caso. No caso de preparar algo para levar, poderá conversar com o anfitrião de modo a levar um acompanhamento ou alguma sobremesa mais saudável para gerir os níveis de glicemia.

 

Vai receber em casa alguém com diabetes?

 

Na hora de preparar o menu das festividades, se sabe que estará presente alguém com a diabetes, procure perceber quais as suas necessidades. Geralmente, a pessoa com diabetes não precisa de deixar de comer a refeição normal, modificando as quantidades e ajustando a sua medicação. No entanto, ter disponíveis opções com mais vegetais, menos gorduras na preparação ou outras alternativas aos hidratos de carbono poderá ajudar: converse com a pessoa para saber quais as melhores opções.

 

É possível que a pessoa que tem diabetes queira saber o que vai ser preparado e como para poder ter noção dos hidratos de carbono que vai ingerir e poder gerir melhor o Natal com diabetes.

Dicas para as refeições natalícias

Quer tenha diabetes ou tenha alguém na família com a doença, há algumas dicas que podem ajudar na hora da refeição:

 

  • Encher o prato sobretudo com os vegetais disponíveis, tendo cuidado com os molhos e alguns temperos extras que por vezes são usados nesta altura do ano;

 

  • Ter atenção às porções: quanto maior a diversidade de pratos disponíveis, maior a importância de ter noção das quantidades ingeridas. Além disso, é importante começar sempre com pequenas porções para garantir que não come mais do que a fome pede;

 

  • Escolher uma pequena porção da sobremesa favorita e encontrar alternativas para os cremes e caldas que a acompanham. E se ao ter vontade de algo doce prefere evitar as sobremesas,  porque não optar antes pela salada de fruta?

 

  • Procurar controlar as sugestões de outros convidados: se não quer mais ou se está a tentar evitar algum prato, não se sinta obrigado de aceitar. Por outro lado, se tem alguém com diabetes em casa, procure sugerir as opções saborosas e saudáveis que estão disponíveis.

 

  • Encarar as tentações com calma, deixando de lado os sentimentos de culpa e mantendo firme a convicção de retomar o controlo completo logo após o Natal.

 

  • Moderar o consumo de bebidas alcoólicas, sobretudo quando se está a tentar controlar o peso: estas podem ter bastantes calorias. Experimentar novas receitas de bebidas e cocktails na sua versão sem álcool pode ser uma boa ideia! Lembre-se ainda que quem  toma insulina ou certos medicamentos para a diabetes pode estar mais sujeito a ter uma hipoglicemia.
artigo

39.

Um Natal saudável sem açúcar

Está a planear comer fora no Natal?

 

Se está a considerar ir almoçar ou jantar fora, não esqueça neste Natal a diabetes:

 

  • Procure informar-se junto do restaurante quais as opções disponíveis e qual a informação nutricional das receitas, não deixando nenhuma pergunta por fazer. Certifique-se de que o restaurante escolhido tem opções para todos os gostos e necessidades das pessoas que se vão sentar à mesa;

 

  • Se tem diabetes, ou alguém na família tem a doença, que seja a primeira pessoa a fazer o pedido: os estudos mostram que quanto mais a pessoa espera para pedir o seu prato, mais suscetível está à tentação ao ouvir as escolhas das outras pessoas;

 

  • Procure perceber qual o tamanho das porções que o restaurante serve: se for uma grande porção e não tiver fome para tanto, procure alternativas, como pedir antes uma entrada ou dividir com outra pessoa;

 

  • Os vegetais devem sempre ocupar uma grande parte do seu prato!;

 

Tenha atenção ao risco de hipoglicemia caso tenha de esperar muito tempo pela chegada da refeição pedida.

Uma caminhada de Natal, porque não?

Bem sabemos como é agradável ficar à conversa horas a fio, de preferência junto à lareira, não muito longe da mesa das iguarias. No entanto, manter o exercício físico é fundamental e não é só para quem tem diabetes. Porque não desafia a família para uma caminhada de Natal? Manter-se ativo durante este Natal é bom para si e para os seus.

 

Referências
  • Diabetes UK

  • Diabetes Ireland

artigo
imprimir
anterior seguinte