video
imprimir

Explicador: Como se administra a insulina?

Muitos diabéticos (do tipo 1 e do tipo 2) têm de o fazer diariamente. Mas como se administra a insulina? Pois bem, aqui fica um vídeo a pensar exatamente naquela que é uma das dúvidas mais comuns entre diabéticos (recém-diagnosticados, mas não só!).

Patrocinado por

Hoje continuamos com o nosso Explicador, a nova rubrica na qual especialistas explicam e demonstram os principais conceitos de base na diabetes. E os temas de interesse prático, para uma vida mais fácil com diabetes, continuam na ordem do dia. O de hoje: como se administra a insulina? E que cuidados devemos ter ao fazê-lo? Mais uma vez, a Enfermeira Ana Cristina Paiva ajuda-nos a explicá-lo num vídeo preparado especialmente a pensar nas suas dúvidas mais comuns.

Tem dúvidas sobre como se administra a insulina?

Hoje em dia, administrar insulina não tem de ser um bicho de sete cabeças. O processo é cada vez mais fácil e cómodo, até porque existem canetas com agulhas praticamente indolores, que facilitam a adaptação a este tratamento.

 

De forma resumida, há alguns passos que deve adotar para uma administração eficaz. Depois de algumas vezes a repeti-los, vai ver que tudo se torna mecânico e muito simples, fazendo da pergunta «como se administra insulina?», uma dúvida do passado.

 

10 passos simples (veja no vídeo acima os detalhes de cada um deles!)

 

1. Lavar cuidadosamente as mãos.

 

2. Retirar a tampa da caneta.

 

3. Se a insulina tiver um aspeto leitoso, agitar (não demasiado vigorosamente!). Se a insulina for transparente, não agitar.

 

4. Retirar a proteção da agulha, colocar a agulha na caneta e retirar a proteção exterior da agulha.

 

5. Marcar 2 unidades de insulina, retirar a proteção da agulha e pressionar o botão injetor, desobstruindo o fluxo, e rejeitando essa quantidade.

 

6. Marcar as unidades necessárias, recomendadas previamente pela sua equipa de saúde.

 

7. Realizar uma prega cutânea e introduzir a agulha num movimento firme e perpendicular à pele, a 90º.

 

8. Manter a agulha introduzida no tecido subcutâneo durante 10 segundos.

 

9. Retirar a agulha da pele no ângulo em que estava inserida. Soltar a prega, retirar a agulha da caneta e descartá-la.

 

10. Tapar a caneta e guardá-la.

video

388.

Explicador: O que é a insulina?

Desinfeção da pele e troca de agulhas

 

Dois dos aspetos mais importantes de como se administra a insulina têm que ver com os cuidados anteriores e posteriores à sua injeção. Por exemplo, o local onde se vai administrar a insulina deve ser limpo quando necessário ou sempre que se estiver em ambiente onde as infeções podem ser facilmente disseminadas (como por exemplo num Hospital).

 

Também a troca de agulhas deve ser feita após cada administração para minimizar os traumatismos. A reutilização das agulhas está associada a dor e desconforto no local.

 

A escolha dos locais para injeção

 

A insulina pode ser administrada na região abdominal, na parte posterior dos braços, nas nádegas ou nas coxas. Evitar as cicatrizes é importante, porque a pele no local deve estar saudável. Quando se vai realizar exercício físico, é aconselhável não administrar a insulina nessa zona exercitada.

 

E não se esqueça: varie!

 

Para assegurar uma absorção regular de insulina, é importante variar os locais de administração dentro da mesma área, distanciando-os 3 cm entre cada administração.

video
imprimir
anterior seguinte